🥇 Como Aliviar os Sintomas da TPM? [SAIBA AQUI] 🤔

Chegou aquele período do mês que você e eu ficamos loucas. A gente quer surtar, quer brigar com todo mundo, quer que todo mundo saiba o quanto a gente está irritada!

Dói tudo: os seios, as costas, a barriga. A gente fica inchada. O intestino não quer cooperar muito. A gente sofre de verdade. E ainda por cima tem que lidar com as piadinhas sobre o assunto. Me poupe né?

Portanto, se você se identifica com esse cenário do caos e está naqueles dias prestes a matar meio mundo por conta da TPM, respira! Este texto vai te explicar o que está acontecendo e como você pode aliviar os sintomas de uma vez por todas.

O que Causa a TPM?

Hormônios. Sim, hormônios. Os mesmos caras que nos conduziram na nossa adolescencia na vida sexual são os responsáveis pela TPM. Desde cedo eles fazem uma bagunça na gente, não é mesmo?

E você sabe o que fazer com eles? Não há muito o que fazer. Apenas acalmá-los. E isso é possível através de uma alimentação saudável e equilibrada, de exercícios físicos e chás. Só quem sofre, sabe como isso é ruim.

Os hormônios femininos estrogênio e progesterona tem alterações intensas nos seus níveis, nesse período, chegando à altos e baixos entre o início e o fim do período.

São eles os responsáveis pelo aumento da sensibilidade nas mamasdores de cabeçadores no corpo e as incômodas cólicas e o pior no meu entendimento irritabilidade.

Existem diferentes tipos de TPM?

Sim! E essa você tem que confessar que também não sabia! Os sintomas da TPM variam de mulher para mulher (Marisaaa). Em vista disso, existe os especialistas criaram uma classificação dos diferentes tipos de TPM e os sintomas.

Portanto, uma mulher pode apresentar nenhum, alguns ou até mesmo todos estes sintomas juntos. Então, é importante conhecê-los para que você possa adotar hábitos que te ajudem a combater esses sintomas.

Os diferentes tipos de TPM são:

TPM A – ansiedade

Acontece devido a queda do estrogênio. Portanto, o stress fica muito alto devido ao aumento do cortisol. É aquele momento em que a gente fica irritada, tensa e não consegue se concentrar ou dormir;

TPM C – compulsão alimentar

Aquela vontade absurda de comer besteira? Tem base científica! . Isso acontece porque o organismo apresenta uma necessidade energética maior durante essa fase. Além disso, o “mecanismo de recompensa” do cérebro vai buscar alimentos capazes de suprir essa necessidade da forma mais rápida, através de alimentos de alto índice glicêmico;

TPM D – depressão

As mulheres que enfrentam esse tipo de TPM sofrem com a queda queda de auto estima neste período. Elas também se irritam com mais facilidade, acabam ficando mais pessimistas e podem até apresentar sintomas de depressão. Tudo em decorrência da queda da produção de serotonina;

TPM H – inchaço

Este tipo de TPM está relacionado ao inchaço extremo que causa maior sensibilidade nos seios e em diversas outras regiões do corpo.

O motivo é muito simples: isso acontece por conta da tendência à maior retenção de líquidos durante esse período, que pode até aumentar o peso;

TPM O – sintomas diversos

Com diversos agentes influenciando no funcionamento do organismo feminino, é comum que sintomas diversos também estejam presentes: enjoos, náuseas, dores pelo corpo, aumento da acne, e até mesmo queda da imunidade são sintomas relacionados que podem tornar esses dias ainda mais árduos.

Veja Também: Será que Você Sabe o Que Está Comendo? [DESCUBRA AQUI]

Existem alimentos que combatem a TPM?

Se você quer se livrar destes incomodos que a TPM trás, ter um estilo de vida saudável e bons hábitos alimentares são grandes aliados na neste luta.

É possível preparar o organismo através da alimentação, fornecendo nutrientes que diminuem a queda de determinadas substâncias, mais precisamente a serotonina e a endorfina.

Sendo que um cardápio balanceado, rico em nutrientes é capaz de melhorar aspectos emocionais e físicos.

Veja quais alimentos não podem faltar nessa dieta:

Consuma alimentos de baixo índice glicêmico

Eles combatem a queda do açúcar no sangue e combatem aquela fome insaciável que leva à compulsão alimentar.

Portanto, comer grãos como a lentilha, a ervilha e a soja são opções de carboidratos complexos ótimas com baixo índice de açúcar capazes de prolongar a oferta de glicose no organismo.

Com mais fibras

Lembre-se de consumir cereais como aveia, arroz integral e o milho. Eles beneficiam o trânsito intestinal por possuírem uma forma mais complexa. Portanto, ajudam a combater constipações e inchaços.

Enriqueça seu prato com triptofano

Esse é um agente precursor da serotonina e ajuda na produção deste hormônio do bem estar. Através da sua ação prolongada, ele combate às crises de depressão e ansiedade.

Portanto, lembre-se de comer alimentos como o salmão, atum, e queijo. Eles são muito de ricos em triptofano. Contudo, se você é vegetariano, existe a opção consumir a banana, o abacate e oleaginosas.

Lembre-se de comer hortaliças

Faz muito bem comer cenoura, abóbora, brócolis e espinafre. Eles são extremamente ricos em cálcio, magnésio e vitamina A e vitamina B6.

Portanto, estes minerais e vitaminas que geralmente ficam em baixa durante o período menstrual, estarão regulados com o consumo destes alimentos.

Conte com os antioxidantes

Alimentos antioxidantes possuem propriedades anti-inflamatórias e antienvelhecimento. Portanto, estes alimentos a minimizam os sintomas como inchaço, acne, e alterações de humor.  Alguns exemplos disso são o óleo de prímula, o salmão e a linhaça que além da TPM, combatem diversos males do corpo humano.

8 copos de água por dia

Sim! Tome ao menos 8 copos de água por dia. É muito importante hidratar-se regularmente ao longo do dia, evitando beber muito líquido após as refeições.

Além do mais, opte por bebidas mais leves como água de cocochás relaxantes (evite chá verde, café, opte por chá de Hibisco) e, principalmente água. Portanto, tome água!

Cuidado com as comidas fora de hora – aquelas mesmo

Doces, balas, chocolates, frituras, fast-food e tudo o que é muito gostoso: faz mal. Eles possuem um alto teor de sódio, gorduras e açúcares que aumentam o inchaço. E além disso engordam.

Portanto é preciso tomar muito cuidado com o sal, inclusive nas receitas caseiras.

Chocolate é um problema a parte. Por mais que ele engorde (sim, engorda) ele ajuda na produção de serotonina. Mas vai com calma ok?

Portanto, para mais conteúdo clique aqui.

Leave a Reply